Pacientes confirmados com a Covid-19 descumprem isolamento domiciliar

53

Município registra atualmente 31 casos positivos, sendo que 11 ainda estão infectados

Içara

O prefeito de Içara, Murialdo Canto Gastaldon, publicou em suas redes sociais na tarde de sexta-feira (22) a informação que três pessoas já confirmadas com o coronavírus na cidade estariam descumprindo as normas de isolamento domiciliar. Além disso, mais sete moradores, com suspeita da doença, também foram flagrados pela Vigilância Epidemiológica desrespeitando a orientação das autoridades.

Durante a semana, uma Unidade de Saúde da cidade passou a receber denúncias do não cumprimento da medida de isolamento realizada por pessoas testadas positivo ou com suspeita da Covid-19. A informação era de que algumas destas chegavam até mesmo a estarem indo trabalhar.

O flagrante de 10 casos ocorreu por conta do monitoramento que a vigilância de Içara realiza com todos aqueles confirmados ou suspeitos. Caso os agentes de saúde não consigam contato com o paciente em sua casa, eles se dirigem para o local de trabalho do mesmo, onde alguns dos pacientes içarenses foram encontrados.

Murialdo lembrou ao fim da postagem que o descumprimento da determinação de isolamento leva à autuação de multa através do Art. 268 do Código Penal. Todos os dez pacientes se responsabilizarão e irão sofrer as devidas penalidades.

Atualização do boletim diário

Divulgado na sexta-feira (22), o boletim informativo dos casos de coronavírus em Içara apresentou o registro de mais um caso curado na cidade. Permanecendo com 31 positivos, o município apresenta agora 11 moradores ainda infectados com a doença. A princípio, nove estariam cumprindo isolamento domiciliar e dois em ambiente hospitalar. Içara também registra oito pacientes suspeitos e 86 que seguem sendo monitorados.

No Hospital São Donato há três pacientes confirmados com a Covid-19 ocupando leitos. Um sendo o morador de Sangão, e os outros dois de Içara. O novo caso é de uma mulher de 63 anos que ontem estava sob suspeita na clínica, apesar de o boletim não registrar aumento no número de testes positivos. Um homem de 43 anos, de Criciúma, também se encontra no hospital, esse sob suspeita da doença. O mesmo aguarda a aprovação do leito pela Regulação Estadual para o encaminhamento à UTI.

Criciúma com 333 casos confirmados

O município de Criciúma registrou em seu informe epidemiológico de sexta-feira (22) um aumento de cinco casos positivos para Covid-19. Agora são 333 casos confirmados na cidade, sendo que destes 193 já foram curados. No boletim também consta que, dos moradores infectados, 12 ocupam leitos na clínica e três estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), isto apenas aqueles que cumprem tratamento hospitalar.

Urussanga registra mais um paciente curado da Covid-19

No último boletim diário Urussanga apresentou um aumento no número de casos curados no município. Ao todo são 26 casos confirmados, sendo que apenas nove continuam com o vírus. A cidade ainda registra os mesmos dados do dia anterior nas demais informações. São 14 casos suspeitos e 123 descartados.

“Uso da cloroquina é eficaz”, diz paciente tratado com o medicamento

Um paciente de 38 anos de Morro da Fumaça, com diagnóstico positivo para coronavírus, recebeu alta do Hospital São Roque na sexta-feira (22). Apesar de ainda não estar curado da doença, Reginaldo Borges dos Santos apresentou melhora no quadro nos últimos dias, após iniciar o tratamento com o uso do medicamento cloroquina.

Ele conta que começou a sentir os primeiros sintomas há duas semanas, declarando febre alta e delírios. Após ir até o hospital e realizar a coleta do exame, foi diagnosticado com a Covid-19 e orientado a retornar ao ambiente hospitalar para o tratamento. “Eu tinha febre muito alta, e dor forte no corpo. Por muito pouco não fui entubado, mas minha saturação chegou próxima do limite”, relatou Santos ao site Morro da Fumaça Notícias.

Na última semana, o tratamento passou a ser feito com a cloroquina, que desencadeou um alívio nos sintomas do paciente. Retornando agora para casa, para continuar o tratamento em isolamento domiciliar, ele destaca os perigos e atenção aos cuidados com a doença.

“Quem tiver sintomas deve fazer o isolamento urgentemente, pois essa pessoa pode infectar outras. Essa pessoa precisa entender que se tem sintomas, e se cuida, livra muitas outras disso tudo. Fiz isso rapidamente, e nem minha esposa pegou o Coronavírus”, comentou Santos.