Içarense é preso nos EUA por integrar facção criminosa

2478

Um içarense foi preso nos Estados Unidos, acusado de integrar uma facção criminosa chamada Primeiro Comando de Massachusetts (PCM), que atua na região de Boston, local com o maior número de brasileiros no país norte-americano. O jovem de 19 anos, estaria há sete fora do Brasil.A prisão de 14 membros do PCM, a maioria deles brasileiros, ocorreu no dia 25 de abril, mas só ganhou repercussão nacional na última semana. O caso, é tratado como prioridade para o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, tanto que nos últimos dias, outros 14 supostos membros foram detidos, entre eles, o içarense.

“Durante vários meses, membros do Primeiro Comando de Massachusetts cometeram crimes graves, como assalto armado, venda de drogas, tráfico de armas e até o sequestro de uma mulher jovem”, disse o procurador federal Andrew Lelling. “Nós não vamos ficar assistindo criminosos acabarem com a paz e segurança das nossas comunidades”, completou.

Durante a prisão, a polícia apreendeu 31 armas, incluindo 27 pistolas, um fuzil, espingardas e centenas de caixas de munição. Investigados desde 2018 pelas autoridades do país, eles são acusados de praticar diversos crimes violentos: sequestro, roubo à mão armada, venda ilegal de armas e tráfico de drogas.

O líder da facção, segundo a Polícia Estadual de Massachusetts, seria um mineiro de 28 anos – o mais velho do grupo. Ele teria cometido vários crimes e contado a um policial infiltrado que planejava um roubo.

Apesar do nome, não foi apontada nenhuma ligação com o PCC (Primeiro Comando da Capital). A primeira audiência do içarense deve ocorrer em até seis meses.