Deputados unem forças em prol do carvão mineral

15

Frente Parlamentar em Apoio ao Carvão Mineral terá a missão de criar política para o setor carbonífero

Na tarde de sexta-feira (23), no auditório 1 da Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina (Satc), deputados estaduais remontaram para esta legislatura a Frente Parlamentar em Apoio ao Carvão Mineral. O objetivo deste frente é unir forças e reacender o setor, que já foi o principal responsável pelo crescimento da região Sul.

“A indústria do carvão mineral ainda é uma das maiores do Sul, porém, falta uma política industrial que trace as diretrizes para a cadeia carbonífera”, disse o presidente da Associação Brasileira do Carvão Mineral, Fernando Luiz Zancan.

“Esse será o nosso propósito. Precisamos apoiar o setor, que é essencial para a região Sul do estado. Apoiar desde o trabalhador até o minerador, focar em todos os aspectos sociais. O carvão mineral sempre foi referência e tem que voltar a ser”, comentou o deputado estadual e agora coordenador da Frente Parlamentar, Rodrigo Minotto.

O projeto da política industrial é uma questão levantada há anos pelas empresas e associações do setor. “Esperamos que possa ser tratado com atenção e evoluir o projeto, pois esse é o primeiro passo para a criação do polo carbonífero. Precisamos alavancar a cadeia do carvão mineral e temos muitos projetos para isso”, reforçou.

Expectativa de expansão

O Rio Grande do Sul já possui uma Frente Parlamentar com o mesmo objetivo e que, inclusive, já possui uma Lei que regulamenta a criação da política industrial no estado. A expectativa é que a união das duas frentes traga ainda mais visibilidade ao carvão do Sul.

“Juntos vamos mais longe e somos mais fortes. Temos que dar parabéns pela iniciativa e pedir, que assim como no Rio Grande, aqui também seja dado o suporte por parte da indústria para que possamos representar bem o setor. Nessas horas a ideologia deve ser deixada em outros setores, temos um potencial enorme e temos as soluções para a nossa matéria prima. Vamos colocá-las em prática”, pondera o deputado estadual do Rio Grande do Sul, Fábio Branco.

O Sul de Santa Catarina tem jazidas a serem exploradas por mais 100 anos, uma perspectiva muito boa e que interessa muito para a geração de emprego e renda. O município de Maracajá é um dos que aguarda a instalação de uma mina. “Precisamos unir as forças para que a indústria que alavancou a região continue de pé, pois é importante não só para a região e sim para o Brasil. Para Maracajá esperamos que abra o quanto antes, será uma mina moderna, que cuida do meio ambiente e trará muitos empregos”, salienta o prefeito de Maracajá, Arlindo Rocha.

Irão constituir a Frente Parlamentar em Apoio ao Carvão Mineral os deputados: Rodrigo Minotto (PDT), Coronel Mocellin (PSL), Jerry Comper (MDB), Marlene Fengler (PSD), Mauro de Nadal (MDB), Milton Hobus (PSD), Ada De Luca (MDB), Luiz Fernando Cardoso (Vampiro) (MDB) e Felipe Estevão (PSL).