Criciúma consegue dez medalhas em Campeonato de Pole Art Brasil

99

Competição foi realizada de forma virtual, com as participantes gravando as performances e remetendo para julgamento

Criciúma

A equipe criciumense do Estúdio Divas, que participou do Campeonato Pole Art Brasil 2020, foi um dos destaques da competição e conseguiu dez medalhas, com quatro de ouro, destaques para Rosane Machado de Andrade, na categoria mais de 50 anos, que venceu pela segunda vez a competição e para Sofia Amaral, que ganhou ouro na categoria kids profissional, com a segunda maior nota de pontuação no campeonato, que teve 127 participantes. Ao todo, as criciumenses conquistaram quatro ouros.

A professora e treinadora da equipe, Valdirene Borges Alves de Mello, destaca que o campeonato foi realizado de forma virtual, trazendo ainda mais dificuldades para as competidoras, que não conseguiram observar as apresentações das concorrentes e tiveram que caprichar nas coreografias para brigar pelas primeiras posições. Ela pontuou que o Estúdio Divas ganhou o prêmio por ter o maior número de competidoras.

A professora explica que o Pole Dance não é uma arte difícil de ser praticada. Ela exige muita concentração dos participantes e também treinos para que os principais pontos sejam aperfeiçoados. Para que a participante tenha um bom desempenho nos aparelhos é necessário um bom condicionamento físico, principalmente forças nos braços e nas pernas. “Toda pessoa tem condições de praticar o pole dance é só ter força de vontade e perseverança”, destaca a professora.

Resultados

Para ela, os resultados conseguidos na competição não foram uma surpresa, pois conhece todas as competidoras da equipe e sabe o quanto elas se dedicam. Valdirene ressalta que o Estúdio Divas tem feito a diferença na vida das pessoas que praticam o Pole Dance. Ela relata que a garota Sofia, que teve a segunda melhor nota do campeonato, tem um futuro promissor se continuar praticando o Pole Dance.

Ganhadora da segunda medalha de ouro em uma competição nacional, a professora e advogado Rosane Machado de Andrade comemorou o resultado. “Eu esperava conseguir a medalha de prata, mas o primeiro lugar foi sensacional”, destacou Rosane, justificando que as adversárias também tinham qualidade.

Quadro de medalhistas

– Rosane Machado de Andrade – ouro na categoria +50

– Kassandra – bronze na categoria +40

– Sofia Pereira – prata na categoria juvenil

– Gabriela Teixeira – prata categoria novatas

– Maria Fernada – bronze categoria novatas

– Maria Laura de Bem – ouro categoria kids 11 a 13 anos

– Maria Laura Guizzo – bronze categoria kids 11 a 13 anos

– Luiza Berto – ouro categoria kids 7 a 10 anos

– Erica Monteiro – bronze categoria kids 7 a 10 anos

– Sofia Amaral – ouro categoria kids profissional