Crescimento econômico de Criciúma no ano foi de 12%

28

Um dos fatores que mais ajudou o aumento da receita do município foi a contratação de profissionais de fiscalização de tributos

O secretário da Fazendo de Criciúma, Celito Cardoso, em visita às rádios da região, disse ontem que o município de Criciúma fechará o ano de 2019 com crescimento na receita de aproximadamente 12%. O que seria um bom desempenho em ano de saída da crise econômica. “As contas do município estão fechando como o planejado”, disse Celito aos microfones da Som Maior e Massa FM.

Segundo o secretário, O crescimento da receita do município se deve aos planos da gestão. “Realizamos um planejamento de gastos e recursos que entram no município e isso colaborou para o saldo”. Ele acredita que para entrar em 2020 é necessária agora uma estratégia de prevenção. “Precisamos iniciar o ano com os pés no chão. Para 2020 não temos uma expectativa definida, mas devemos colocar em prática outras medidas”, disse, sem explicar quais seriam as tais medidas.

Ainda segundo o secretário, um dos fatores que mais ajudou o crescimento econômico da receita do município foi a contratação de profissionais de fiscalização de tributos.

IPTU

Celito Cardoso confirmou em entrevista à Massa FM que a taxa do lixo voltará a ser cobrada junto com o carnê do IPTU em Criciúma. Mas a novidade para o setor de coleta foi a informação de que a administração municipal planeja fazer a concessão do serviço de coleta e destinação do lixo, seguindo o exemplo de Blumenau. “É o melhor modelo”, disse o secretário.