Vereador propõe a implantação de um castra móvel

18

Sessão teve o plenário lotado de protetores independentes e integrantes da OPA do município

O plenário da Câmara de Vereadores de Balneário Rincão esteve lotado na sessão de terça-feira, quando o vereador Carlos Patrício, o Calo Loko, apresentou indicação pedindo ao prefeito Jairo Celoy Custódio a implantação de um castra móvel no município. A indicação também foi assinada pelo vereador João Piccolo. O documento foi aprovado por todos os vereadores.

Calo Loko justifica seu pedido por considerar que em Balneário Rincão o número de animais de ruas, principalmente cachorros, está muito acima da média. “É uma questão de saúde pública”, destaca Calo Loko. O presidente da Casa, Mauri Viana, alerta que o município tem outras prioridades, mas que a implantação do castra móvel também é uma necessidade.

Para a presidente da Organização Protetora dos Animais de Balneário Rincão (OPA), Emiliana Duarte, a Mila, a proposta é sensacional. “Um projeto maravilhoso. Um sonho que só depende do prefeito para se tornar realidade. Esperamos que ele assine. Além de toda a contribuição que o projeto dará à comunidade, trará um bom auxílio aos voluntários e protetores de animais independentes, pois nos poupará de buscarmos cães de ruas em locais mais distantes”, pontuou.

Mila ressalta que a vida dos donos de cães também será facilitada. “Os donos de cães que moram nas periferias e dependem da ONG para trazer os seus animaizinhos para castração também serão beneficiados, pois não precisarão se deslocar ou depender de outras pessoas”, frisa.

O engenheiro ambiental Paulo Amboni, responsável pelo setor de Meio Ambiente de Balneário Rincão, lembrou que o município tem o programa de castração, que no ano de 2019 realizou 800 procedimentos. “Também em 2018 tivemos as castrações”, informou Amboni. Segundo ele, para o próximo ano, o processo de castração está em licitação e deverá recomeçar assim que o vencedor for conhecido.