Safra de fumo sofre queda com ataque de fungos

84

Proprietários das localidades de Esperança e Santa Cruz tiveram problemas com a lavoura

As dificuldades dos agricultores com as lavouras de fumo aumentam ainda mais quando o tempo não ajuda ou acontece algo que não é esperado. Neste ano, pelo menos 10 proprietários das localidades de Esperança e Santa Cruz tiveram a plantação de fumo atacadas por fungos ou vírus, de espécie ainda não identificada. Um material foi colhido e remetido para análise em Porto Alegre. O resultado ainda não é conhecido e o laboratório continua fazendo estudos. “Pelo menos 30% da minha lavoura foi atingida”, relata o produtor rural Cristiano Dutra dos Santos.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadores Rurais de Içara, Jair De Stefani, o problema está sendo acompanhado pelo sindicato e pelos engenheiros da Epagri. Na última semana, uma reunião com os agricultores foi realizada com a presença do prefeito Murialdo Canto Gastaldon, que colocou a Secretaria de Agricultura à disposição para ajudar nas despesas com as análises junto ao laboratório.

O presidente do sindicato explica que foram atingidos com o fungo ou vírus os agricultores que moram nas localidades de Esperança e Santa Cruz. O presidente ainda relata que em outras regiões do município, os produtores também tiveram perdas nas lavouras por causa da longa estiagem que ocorreu nos últimos meses. “Alguns produtores tiveram que plantar outras culturas no lugar do fumo, já que o tamanho dos pés não daria para fazer a colheita”, ressalta.

Mesmo sem o conhecimento do resultado das análises, os produtores suspeitam que os fungos ou vírus que atingiram as plantações foram causados pelo cultivo de batata inglesa em uma propriedade na localidade de Esperança. “Se o resultado confirmar a suspeita, o proprietário da plantação de batata será abordado para não repetir a plantação no próximo ano”, disse o produtor Cristiano dos Santos.