O número de casos também tem aumentado em quase todos os municípios

Criciúma e Içara

Com o pico do novo coronavírus nas últimas semanas, a região Sul do Estado tem sofrido para conter o contágio da doença. No fim de semana, somente na região carbonífera foram confirmadas quatro mortes pela Covid-19. O número de casos também vem chamando atenção. Até o começo da noite de ontem (20), Criciúma já contabilizava mais de 1.700 casos do novo coronavírus. Com as três mortes, o município contabiliza 21 óbitos pela doença. A outra baixa do fim de semana, foi de um paciente de Cocal do Sul.

A região entrou no mapa do estado como gravíssimo e algumas medidas foram tomadas, como a suspensão do transporte coletivo, o adiamento da volta das aulas presenciais para o mês de setembro e a proibição de circulação em grupos nos espaços públicos, como praças, parques e a orla marítima. Mas a grande preocupação do poder público está no número de internações, com muitos pacientes nas UTIs e também nas alas clínicas. “Estamos com 80% dos leitos de UTI ocupados no Hospital São Donato”, informou o diretor administrativo da instituição Júlio de Luca.

As mortes de Criciúma deste domingo são de um homem de 71 anos, com comorbidades. Ele estava internado em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde o dia 10 de junho. Ele morreu ainda na madruga. O segundo óbito foi de uma mulher de 92 anos, com comorbidades. Ela estava internada em leito clínico desde o dia 11 de julho. A terceira morte foi informada na manhã de ontem, mas ocorrida na noite de domingo. Trata-se de um homem de 80 anos, com comorbidades. Ele estava internado em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde o dia 23 de junho.

A quarta morte foi de um paciente de Cocal do Sul. Trata-se de um homem de 71 anos, que apresentava comorbidades e estava internado no Hospital São José, desde o dia 9 de julho. No domingo, ele precisou ser transferido para a UTI, mas acabou falecendo. E a quinta, foi uma mulher de 73 anos, com comorbidades, do Rincão, que estava internada na UTI do Hospital São José, em Criciúma.