Comissão pró Porto Seco entrega pedido de verba

65

Vereadores reforçaram pontos positivos do empreendimento e necessidade de recursos para obras de infraestrutura

A Comissão formada por vereadores, representantes do Sindicato das Empresas de Transportes de Carga e Logística do Sul de Santa Catarina (Setransc), Acic, e empresários da região entregou um relatório ontem com pedido de verba para o presidente da Alesc, deputado Julio Garcia, para realização de obras no Porto Seco. O ato aconteceu em reunião na Assembleia Legislativa.

O montante de cerca de R$ 4 milhões é necessário para pavimentação das ruas da área e ajuste da rótula que dá acesso a entrada do Porto Seco – hoje com desnível que prejudica o retorno dos caminhões. “Nós entregamos um orçamento para o presidente da Assembleia e saímos bastante animados, com uma confirmação de 90% de que o recurso será viabilizado”, pontuou Lorisvaldo Piuco, presidente do Setransc.

“A reunião visa implementar de forma definitiva o Porto Seco, que além de transformar em um instrumento importante de desenvolvimento regional, vai trazer facilidades para o problema da mobilidade urbana na cidade”, comentou o presidente da Alesc, Julio Garcia.

Consta no orçamento total o valor de pouco mais de R$ 6 milhões. Parte do recurso já foi alcançado pela Comissão. “O presidente da Alesc, junto com os secretários da região Sul, vão buscar um convênio do Governo do Estado junto à Prefeitura de Criciúma, para que a administração municipal encaminhe a obra com a liberação da verba restante”, pontuou o presidente da Comissão de Obras do Legislativo, vereador Salésio Lima (PSD).

Três mil empregos gerados

O presidente da Câmara, Miri Dagostin (PP), reiterou a importância dos investimentos no Porto Seco para Criciúma. “Saímos desta reunião muito contentes. Temos no Porto Seco a possibilidade de, pelo menos, três mil empregos, que significam muito para a cidade. Vamos aguardar junto à Comissão e aos deputados do Sul a liberação desse recurso”, acrescentou.

Estiveram na reunião os vereadores Ademir Honorato (MDB), Dailto Feuser (PSDB), Edson Luiz do Nascimento (PP), Salésio Lima (PSD), Tita Belolli (MDB), Miri Dagostim (PP) e Arleu da Silveira (PSDB). O presidente da Acic, Moacir Dagostin, o presidente do Setransc, deputado José Milton Scheffer, e empresários da região também estiveram na Alesc.

Ações até aqui

Ao longo do ano, a viabilização da estrutura necessária da área destinada ao Porto foi pauta do Legislativo. Em agosto, as necessidades foram elencadas em reunião com empresários e a comunidade do Bairro São João, local onde a área está localizada. Conforme o Setransc, cerca de 50 empresas já confirmaram a intenção de se instalar no local.

Em outubro, uma audiência pública foi realizada e a comunidade expôs suas necessidades. Dentre elas, a falta de iluminação na principal Rua do Porto, problema que já foi solucionado pelo município. Também na audiência pública, a comissão que vem buscando os recursos foi formada.

Ainda em outubro, juntamente com a secretária de obras do Município, Kátia Smieléviski, a comissão apresentou o projeto ao secretário de Infraestrutura do Estado, Carlos Hasler.