Amrec inicia trabalho para criar planos de mobilidade urbana

17

Os municípios que não tiverem aprovados seus planos até 12 de abril de 2021 ficarão impedidos de receber recursos federais destinados à mobilidade urbana

A Amrec recebeu esta semana representantes dos municípios e a empresa Alto Uruguai, vencedora da licitação, que auxiliará na criação dos planos de mobilidade urbana. Esta foi a primeira reunião de trabalho, que atenderá nove municípios da região: Balneário Rincão, Cocal do Sul, Lauro Muller, Morro da Fumaça, Nova Veneza, Orleans, Siderópolis, Treviso e Urussanga.

A empresa Alto Uruguai, de Concórdia, também assinou o contrato e recebeu a ordem de serviço, via Consórcio Intermunicipal Multifinalitario da Amrec (CIM-Amrec), para iniciar os trabalhos. Na reunião desta semana foi apresentado o cronograma dos trabalhos e a planejamento, que tem prazo inicial para conclusão em agosto de 2020.

Na avaliação da prefeita em exercício de Cocal do Sul, Cirlene Gonçalves Scarpato, a Aninha, o encontro foi produtivo e objetivo. “Eu sempre digo que o segredo do sucesso é a parceria. Acredito que esse Plano venha trabalhar nesse sentido. Os municípios se unindo, fazendo em conjunto, vamos ter um recurso mais bem aplicado e uma economia grande”, diz a prefeita, que frisa a responsabilidade do gestor público de fazer investimento com responsabilidade.

Na próxima semana deve já estar no ar um site para acompanhamento público de todos os trabalhos, no endereço www.mobilidade-amrec.altouruguai.eng.br. Em março, uma formação e capacitação para dos grupos de trabalhos de cada município, que envolverá membros dos setores públicos e privados deve ocorrer na Amrec. Pelo planejamento, as atividades iniciais devem ser feitas todas em conjunto. “A ideia de fazer os planos de Mobilidade Urbana via Consorcio CIM é diminuir os custos. Por isso muitas atividades que podem ser feitas em conjunto, serão feitas”, explica o diretor executivo da Amrec, Lei Alexandre.

Exigências federais

O plano de Mobilidade Urbana é uma exigência da Lei Federal 12.587/2012, que trata da política nacional de mobilidade urbana. Os municípios de Forquilhinha e Içara já estão com o documento pronto. Criciúma está encaminhando. O prazo para conclusão do Plano, segundo a Medida Provisória (MP) 906/2019, é para 12 de abril de 2021.

Esta é a segunda mudança no prazo. A lei original previa como limite abril de 2015. A Medida Provisória 818/2018, publicada em janeiro de 2018, já havia alterado este limite para abril de 2019.

Os municípios que não tiverem aprovado seus planos até o prazo final ficarão impedidos de receber recursos orçamentários federais destinados à mobilidade urbana.