Espetáculo gratuito inaugura Festival Nacional de Teatro Revirado

7

Teatro, cultura e acessibilidade marcam evento com 27 apresentações gratuitas em diversas localidades

Criciúma

A 5ª edição do Festival Nacional de Teatro Revirado tem início na próxima segunda-feira (27), no Teatro Elias Angeloni, em Criciúma. A peça ‘Amor Negro Amor’, do Coletivo Ação Zumbi, de Florianópolis, inaugura o evento. Pela primeira vez, serão seis apresentações diárias, nos períodos matutino, vespertino e noturno. O evento, promovido pelo Grupo de Teatro Revirado, contará com a participação de 14 grupos de teatro de diversas regiões do Brasil e da Argentina, oferecendo um total de 27 apresentações gratuitas para o público. Para garantir acessibilidade, um tradutor de Libras estará presente nas performances.

As apresentações, distribuídas em parques, praças, centros culturais e teatros, visam alcançar o maior público possível nos municípios da região sul de Santa Catarina, sendo um dos eventos culturais mais importantes da área. Realizado a cada dois anos, o Festival teve sua primeira edição em 2017, comemorando os 20 anos do Grupo de Teatro Revirado. Além de Criciúma, o evento se estenderá a Orleans, Içara, Cocal do Sul e Forquilhinha.

O destaque desta edição é a programação noturna, que oferecerá apresentações teatrais todas as noites de segunda a sexta-feira, às 20 horas, com entrada franca. Os ingressos podem ser reservados gratuitamente pela plataforma Minha Entrada ou adquiridos 30 minutos antes das peças na sede do teatro. Além disso, o teatro será ponto de coleta de kits de higiene ou produtos de limpeza em uma ação solidária aos gaúchos.

As apresentações matutinas e vespertinas no Teatro Elias Angeloni já têm os ingressos esgotados. Durante o dia, as peças serão levadas à rede pública de ensino e a espaços alternativos. O organizador, Reveraldo Joaquim, destaca a segurança proporcionada pelo teatro em relação às mudanças climáticas, proporcionando conforto ao público e evitando cancelamentos de espetáculos. O Festival, que visa descentralizar a difusão teatral, movimentará cerca de 150 pessoas, aquecendo a economia local e oferecendo cultura e diversão a diversos públicos.