Não caia em golpes na internet: conheça os 6 mais comuns

15

Descubra como evitar que sua privacidade e dados pessoais sejam comprometidos pelos cibercriminosos mais criativos e perigosos da atualidade.

Da Redação

Os golpes na internet estão cada vez mais frequentes e os criminosos estão se tornando cada vez mais criativos. Desde comprovantes de pagamento falsos até se passar por técnicos, a criatividade dos golpistas é cada vez maior. Para se proteger dessas fraudes, é necessário conhecê-las e saber como agir em caso de ser vítima.

O PSafe relatou que mais de 150 milhões de brasileiros foram vítimas de golpes virtuais somente em 2021. No ano passado, o Brasil foi o país mais atingido por tentativas de roubo de dados. Os golpes da internet nem sempre são estruturados de forma complexa, basta que a vítima clique em um link malicioso ou insira dados em uma página falsa para ter seus dados comprometidos.

Os golpes mais comuns na internet incluem promoções tentadoras, links de cupons de desconto, envio de valores, além de golpistas que se passam por atendentes de centrais telefônicas ou de suporte técnico. Esses golpes são especialmente prejudiciais para as empresas, uma vez que há risco de vazamento de dados de clientes, funcionários e fornecedores, o que pode abalar a imagem da empresa e reduzir as vendas.

Para se proteger desses golpes, é necessário entender como eles funcionam e não fornecer informações sigilosas para terceiros, como senhas de cartões de crédito e documentos. Atualmente, existem muitos tipos de fraudes na rede.

Esses são alguns dos golpes mais comuns na Internet:

1. Os golpes do WhatsApp, como a clonagem e o novo número. A clonagem pode ser feita de várias formas, como quando o golpista tem acesso ao código de 6 dígitos enviado à vítima por mensagem de texto, ou enviando links maliciosos em mensagens com promoções. Já o golpe do novo número ocorre quando o cibercriminoso já está com os números da agenda telefônica da vítima. Ele então cria uma nova conta no WhatsApp e se apropria da foto da vítima, pedindo dinheiro aos seus contatos.

2. O golpe do suporte técnico falso é outra fraude comum, onde os criminosos abordam a vítima se passando por funcionários de grandes empresas via WhatsApp, ligação ou e-mail. Em todos os casos, é necessário confirmar a veracidade da informação antes de fornecer quaisquer dados pessoais ou financeiros.

3. O golpe do marketing multinível é uma fraude que se baseia em uma pirâmide financeira, onde a vítima é abordada em redes sociais ou WhatsApp com uma proposta de depositar um valor para receber o dobro ou até mais. A pessoa enganada chega a receber alguns valores e é estimulada a fazer novos depósitos e a convidar amigos e familiares para ser recompensada pelas novas indicações. Com o passar do tempo, são exigidos valores mais altos para depósito e o pagamento deixa de ser feito à vítima, e os golpistas simplesmente somem.

4. Já o golpe da vaga de emprego usa o nome de grandes multinacionais, como Amazon e Google, para roubar dados e dinheiro das vítimas. Os criminosos atraem pessoas em busca de emprego por meio de anúncios na internet, mensagens via SMS, WhatsApp e até ligações. Para prosseguir no processo seletivo ou ser contratado, é exigido algum tipo de pagamento. A vítima, na esperança de ser contratada, envia o valor e o suposto recrutador some.

5. O golpe do falso boleto ocorre quando um cibercriminoso envia um boleto fraudulento à vítima por e-mail ou até mesmo por carta física, com uma cobrança urgente e indicando que, caso o pagamento não seja efetuado, a vítima pode ter o nome sujo na praça ou até contas bloqueadas. Apesar de aparentar ser legítimo, quando observados alguns detalhes, é possível notar que o boleto é falso, como o código de barras e o logotipo da empresa falhado e o beneficiário com nome desconhecido.

6. Já o golpe do falso pagamento é aplicado quando um golpista agenda um pagamento, envia um comprovante e depois cancela o agendamento ou envia um comprovante de pagamento adulterado, fazendo com que o valor nunca entre na conta da vítima. É importante ter cuidado com todas essas fraudes e sempre verificar as informações antes de enviar qualquer pagamento ou compartilhar dados pessoais.

Conhecer esses golpes é a melhor forma de se proteger e evitar ser vítima de uma fraude. É importante manter-se atualizado sobre as ameaças cibernéticas e tomar medidas para proteger sua privacidade e dados pessoais na internet

Sofri um golpe! E agora?

Em caso de suspeita de fraude em compras pela internet, é fundamental que você adote medidas imediatas para proteger seus direitos e evitar maiores prejuízos. Abaixo, listamos algumas opções que você pode considerar:

1. Entre em contato com a loja virtual: se você desconfia de que foi vítima de uma fraude, o primeiro passo é entrar em contato com a loja virtual e solicitar informações sobre o produto e o status da entrega. É possível que haja algum atraso na entrega, ou que ocorra algum erro no processamento da compra. Nesses casos, a loja pode apresentar uma solução para o problema.

2. Contate o banco responsável pelo pagamento: se você já efetuou o pagamento da compra e percebeu algum problema, é importante entrar em contato com o banco responsável pelo pagamento e solicitar o bloqueio do pagamento ou o estorno do valor. Os bancos costumam ter canais específicos para tratar de casos de fraudes em compras pela internet.

3. Registre uma queixa formal: caso a loja virtual ou o banco não apresente uma solução para o problema, é importante registrar uma queixa formal. Você pode entrar em contato com os órgãos de defesa do consumidor, como o Procon, ou fazer uma denúncia à Polícia Civil. É importante guardar todas as informações e comprovantes relacionados à compra, para apresentá-los no momento da denúncia.

4. Busque assessoria jurídica: se você se sentir lesado e não conseguir solucionar o problema sozinho, é possível buscar a ajuda de um advogado especializado em direito do consumidor. Ele poderá analisar o caso e apresentar as melhores opções para proteger seus direitos e buscar uma solução para o problema.

E as provas para comprovar o golpe na internet?

Se você foi vítima de uma fraude na internet, é importante que você tenha em mãos todas as provas necessárias para comprovar a ocorrência do crime. Essas provas serão fundamentais para que você possa buscar seus direitos na justiça e, eventualmente, obter o ressarcimento dos prejuízos causados. 1. Comprovante de pagamento; 2. E-mails e mensagens trocadas com a loja virtual; 3. Prints de tela; 4. Registros de entregas não realizadas; e 5. Boletim de ocorrência.