Içara se consolida como município que mais gerou empregos na região

6

Dados divulgados pelo Caged apontam que foram mais de 1,2 mil novas vagas entre janeiro e outubro

Içara

O Ministério da Economia divulgou ontem (26) a atualização do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) referente ao mês de outubro. Içara continua crescendo na geração de empregos, impulsionada pelo bom momento que a cidade vive. Além de ser a maior geradora de empregos da região da Amrec, o município também se consolidou em primeiro entre os quatro maiores da região sul do estado de Santa Catarina.

De acordo com os dados divulgados, são 1.202 vagas que Içara gerou no acúmulo entre os meses de janeiro a outubro deste ano, destes sendo 435 só em outubro, após a atualização de hoje. O segundo município da região da Amrec que mais gerou empregos no ano foi Urussanga com 652 vagas, seguido de Forquilhinha, que durante este tempo, gerou 468 novas oportunidades de trabalho.

No comparativo com as principais cidades do sul de Santa Catarina, Içara fica em primeiro lugar (1.202), com Criciúma em segundo (199), Araranguá com (4) e Tubarão no negativo (-350 vagas).


Serviços e comércio com mais oportunidades

Em Içara, as mais de 1,2 mil vagas no acumulado estão divididas na agricultura (14 vagas), comércio (391 vagas), construção (62 vagas), indústria (242 vagas) e serviços (493 vagas). No mesmo período do ano passado, foram criadas 942 vagas, sendo assim, um crescimento de 27% em 12 meses.

Criciúma fecha com 695 novos empregos

Criciúma também fechou o mês com saldo positivo na geração de emprego. O município fechou com saldo de 695 novas vagas, e no mês passado foi de 597. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgados ontem (26).

Já o acúmulo do ano foi de 25.168 admissões e 24.969 desligamentos, totalizando um saldo positivo de 199 vagas. Os números de emprego estão voltando a crescer no município. “Tivemos uma queda no começo da pandemia, mas nossa cidade está voltando a crescer, a economia está voltando a ficar aquecida. Precisamos trabalhar, mas com os devidos cuidados”, frisou o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

Na soma, 1.663 postos de trabalho na Amrec

Na Região Carbonífera, os 12 municípios registraram em outubro o maior saldo do ano no comparativo entre contratações e demissões. No último mês, foram abertos 1.663 postos de trabalho com carteira assinada, superando a marca de agosto (1.473), até então o melhor desempenho de 2020. Com o desempenho de outubro, a Amrec registra, no acumulado do ano, saldo positivo de 3.287 empregos.

“O cenário já desenhava que teríamos em outubro um saldo maior do que em setembro e isso se confirmou, mostrando que as empresas da Região Carbonífera vêm se recuperando e conseguindo retomar as contratações, cada vez em maior volume”, apontou o presidente da Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Moacir Dagostin.

Conforme Dagostin, os dados demonstram a importância de manter as atividades econômicas. “Não podemos correr o risco de uma nova paralisação. Por isso, todos nós devemos fazer a nossa parte para evitar a disseminação do coronavírus. Além de assegurar os empregos, é preciso preservar a saúde”, reforça.