Vice-presidente do Tigre renuncia e reclama de conselheiros

6

Alexandre Farias disse que a mesa diretora do Conselho não quer que assuma o lugar de Jaime Dal farra

Criciúma

O advogado Alexandre Farias, a quase dois meses no cargo de vice-presidente de Administração do Criciúma, renunciou ontem (17). “Falei com o presidente Jaime e protocolei o pedido por volta das 17h”, disse Farias em entrevista ao programa Ponto Final, na Rádio Som Maior.

Ainda na rádio, disse que estava sendo muito pressionado. “Queriam fazer eleições. Falaram na reunião do Conselho que eu tinha que renunciar também. Fui eleito para assumir no lugar do presidente Jaime quando ele renunciasse, e eu não tive tranquilidade para trabalhar como vice administrativo. Estava muito pressionado e tive que tomar uma decisão. Conversei com algumas pessoas, alguns empresários me ligaram pedindo para relevar, não bater de frente”, contou.

Como o presidente Jaime Dal Farra não deu sinal que pode repensar sua saída, novas eleições devem ser feitas no clube. “Tive algumas situações desconfortáveis hoje pela manhã, e tomei essa decisão afim de que o Conselho possa fazer essas eleições já em dezembro. Tomei essa posição de eu renunciar primeiro para não atrapalhar o processo sucessório do Criciúma”, afirmou.

Apesar de se dizer pressionado, Alexandre Farias eximiu o presidente Jaime Dal Farra. “Seria uma injustiça culpar o presidente. Eram pressões externas que eu estava recebendo no dia a dia, comentários. A mesa diretora do Conselho não queria que eu assumisse no lugar do Jaime. Eu recebi 59 votos no Conselho para ser vice do Jaime, isso me machucou”, disse ao jornalista Denis Luciano.

O clube, no fim da tarde, publicou um comunicado oficial no site do Criciúma Esporte Clube. Diz a nota: “O Criciúma Esporte Clube comunica que recebeu nesta terça-feira (17/11) o pedido de renúncia de seu vice-presidente administrativo Alexandre Farias, via protocolo na secretaria. O clube agradece o dirigente pelos serviços prestados e deseja boa sorte nos próximos desafios”.