Dal Farra é suspenso por 90 dias pelo TJD-SC

15

Dirigente ainda foi condenado a pagar multa de R$ 5 mil por ofensas à Federação Catarinense de Futebol

O presidente do Criciúma, Jaime Dal Farra, foi suspenso por 90 dias por conta das ofensas contra a Federação Catarinense de Futebol (FCF). A decisão ocorreu em julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina (TJD-SC) ontem à noite, em Balneário Camboriú. O dirigente ainda foi condenado a pagar multa de R$ 5 mil.

Dal Farra foi citado no artigo 243-F do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata de “ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto”. A pena era multa de R$ 100 a R$ 100 mil e, ainda, suspensão de 15 a 90 dias.

O julgamento se deve porque em 26 de janeiro, após a derrota do Tigre para o Juventus, por 3 a 2, de virada, em Jaraguá do Sul, Dal Farra xingou a FCF e a arbitragem via rádios de Criciúma. “Eu não aguento mais. A gente reclama e nem tem resposta. Agora, vem aqui e tem dois pênaltis ridículos. É um absurdo, essa Federação de merda”, disse o dirigente.

O julgamento, a princípio, estava marcado para o dia 4, mas um despacho assinado pelo auditor-presidente da Primeira Comissão Disciplinar, Fabrício Mendes dos Santos, adiou a sessão sob alegação do “alerta emitido pela Defesa Civil de chuvas intensas para o Litoral Norte Catarinense”. A FCF fica em Balneário Camboriú, uma das áreas afetadas