Acic homenageia a lendária trajetória do Clube Metropol

39

Ação faz parte da programação especial pela passagem dos 75 anos de fundação da entidade empresarial

Uma homenagem à trajetória do Esporte Clube Metropol integra as ações da Associação Empresarial de Criciúma (Acic) em sua programação especial de 75 anos de fundação, completados no dia 18 de junho. Na tarde de ontem, a entidade apresentou à imprensa os detalhes durante uma entrevista coletiva.

“Desde o início do ano estamos com uma programação especial para comemorar esta data tão significativa para a Acic. Realizamos um grande evento em junho para homenagear a todos que contribuíram com a história da entidade, e neste momento queremos reconhecer este clube que faz parte da história da cidade e tantas alegrias trouxe à época. Para mim que até os seis anos de idade, morava no Bairro São Marcos e acompanhava a trajetória do Metropol é reviver o meu passado, com está grande e merecida homenagem”, destaca o presidente da Acic, Moacir Dagostin.

Por meio do Projeto Cultura, a entidade abre hoje a exposição “Memórias do Metropol”, na galeria de arte, trazendo o acervo histórico do lendário clube. Troféus, faixas de campeão, fotografias originais, quadros, bandeiras, camisas, a bola da conquista do título do Catarinense de 1962, e muitos outros itens farão parte da mostra.

O presidente do clube, José Carlos China Vieira, ressalta a importância de se homenagear os 60 anos de profissionalismo do Metropol. “Estamos muito felizes e honrados, especialmente por esta iniciativa ocorrer em um momento importante para o clube, quando a diretoria atual está em vias de iniciar o projeto para crianças carentes da região. Pretendemos resgatar a marca do Metropol, o passado glorioso do clube, com uma ação social”, salienta. Conforme ele, o projeto encabeçado junto à Associação de Moradores, e com a parceria de entidades, teve a fase documental aprovada pelo Ministério do Esporte e aguarda a publicação no Diário Oficial da União.

Sessão especial aos ex-jogadores

A Acic realizará no próximo dia 24 de outubro, às 20 horas, uma sessão especial em homenagem aos ex-jogadores do clube como Edson Madureira, João Pedro Hermann, Valter, Canela e Flázio, e outras pessoas que contribuíram com a história do clube. “É uma homenagem a um clube que divulgou muito a cidade. Temos poucos jogadores daquela época que ainda estão conosco e queremos reconhecê-los. Será uma grande oportunidade de toda a comunidade conhecer a história deste clube”, reforça o curador da exposição.

Na década de 1960, as companhias mineradoras mantinham seus próprios times de futebol, em que os jogadores-mineiros atuavam. Neste contexto, a Companhia Carbonífera Metropolitana elevou o Metropol à categoria de time profissional, em 1959, se estendendo até 1969. Em 10 anos, foram cinco títulos catarinenses e 466 partidas em sua fase profissional, de 1960 a 1969. Ao todo, foram 265 vitórias, 113 empates e 88 derrotas.

A exposição “Memórias do Metropol” permanecerá na galeria de arte da Acic até 30 de novembro.