Sapinho visa a presidência do MDB

11

Convenção está marcada para o dia 19 de outubro na Câmara de Vereadores e reelegerá novo diretório

A convecção do MDB de Içara ganhou novo ingrediente nos últimos dias. A direção do partido estava trabalhando para Fernando Mazzuchetti ficar como presidente, mas o presidente da Câmara, vereador Rodrigues Mendes, o Sapinho, também demonstrou intenção de comandar o partido nos próximos anos. Na segunda-feira (7), foi realizada uma reunião, na Câmara de Vereadores, para definir os critérios para a escolha dos novos integrantes do diretório e também começar a trabalhar um consenso para a escolha do novo presidente.

O vice-prefeito Sandro Serafim e atual presidente do MDB içarense, que colocou o nome como candidato a prefeito para as eleições de 2020, avaliou que o partido terá que sair forte da convenção, sem ter disputa interna, para começar a trabalhar de forma organizada as candidaturas para as eleições de 2020. Serafim confirmou que os dois nomes colocados em pauta têm intenção de comandar o MDB. “Até o dia da convenção vamos trabalhar para chegar com a Executiva pronta sem haver disputa”, pontua.

O nome do gerente operacional da Cooperaliança, Fernando Mazzuchetti, foi o primeiro que surgiu para ser presidente. Ele teve o aval do atual presidente, Sandro Serafim, e das principais lideranças do partido. Segundo Mazzuchetti, é importante que outras pessoas também queiram o cargo. Além do vereador Rodrigues Mendes, o Sapinho, Mazzuchetti aponta outros possíveis candidatos à presidência, como o vereador Antônio de Melo e o ex-presidente do partido Adilton Tramontim.

Para Mazzuchetti, o próximo presidente terá que conciliar as correntes criadas dentro do partido e buscar com que os vereadores que demonstraram insatisfação nos últimos anos, voltem a acreditar no MDB. O presidente eleito também terá que conduzir o processo da escolha do candidato a prefeito para as eleições de 2020. O MDB trabalha com quatro possibilidades. Os nomes cogitados são do vice-prefeito Sandro Serafim, do vereador Antônio de Melo, do secretário de Planejamento Arnaldo Lodetti e do presidente do Samae, Geraldo Baldissera.

Já o presidente da Câmara Rodrigues Mendes, o Sapinho, explica que colocou o nome para ser presidente do MDB por entender que o partido precisa renovar. Segundo ele, conversou com o prefeito Murialdo Gastaldon na segunda-feira e colocou os motivos que o fizeram pleitear o cargo. Para ele, o MDB precisa trazer novos filiados e buscar lideranças de bairros e empresários para engrossar as fileiras emedebistas. “Estou no jogo para ajudar”, pondera.