Maringá defende o trabalho de Gilson Kleina

32

“É um vencedor”, destaca o executivo do Criciúma sobre o treinador

O trabalho de Gilson Kleina não convenceu o torcedor do Criciúma. Em 20 jogos nesta temporada, o treinador conquistou somente seis vitórias, além de outros seis empates e oito derrotas. Um aproveitamento de apenas 40%.

Na Série B, principal objetivo do clube, o Criciúma não consegue embalar. O próprio treinador já afirmou em coletivas pós-jogos, que a equipe não conseguia levar a campo aquilo que foi trabalhado nos treinamentos.

Essa sequência fez a torcida colocar o trabalho de Gilson Kleina em xeque. Mas apesar das críticas, a diretoria se mostra confiante no trabalho realizado pelo treinador.

“Não temos dúvida em relação ao trabalho do Kleina. A gente mora no mesmo hotel e, muito mais do que a cobrança da imprensa e a cobrança do torcedor, o que mais mata a gente e quase infarta, é a nossa cobrança. Somos dois vencedores. O treinador é vencedor e o diretor é vencedor. Cada jogo que tem percalço a gente sofre na carne mesmo. Até o próximo jogo envelhecemos um ano, sentimos na carne, ele está sentido, estamos chateados”, afirmou o diretor de futebol João Carlos Maringá.

“Nós sabemos e temos que ter confiança que somos devedores do nosso torcedor. As cobranças são legitimas e nós, internamente, vamos continuar acreditando, cobrando, mas continuar fechados. Vamos manter a união interna, mas mesmo sabendo que precisamos render um pouco mais”, completou Maringá.